Controle Postural de Atletas com Diferentes Graus de Perda Visual

Por: Claudemir do Nascimento Santos, Lílian Ramiro Felicio, Miriam Raquel Meira Mainenti, Patricia dos Santos Vigario e Thiago Lemos de Carvalho.

Revista da Educação Física - UEM - v.29 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi descrever o controle postural na posição ereta semiestática de atletas com diferentes graus de perda visual e verificar se existem diferenças de acordo com a modalidade esportiva praticada. Participaram deste estudo seccional 22 atletas com perda total da visão (classificação funcional B1) e 17 com baixa visão (classificação funcional B2 e B3) das modalidades judô (n=17), goalball (n=12) e futebol de cinco (n=10). O controle postural foi investigado utilizando uma plataforma de força, sendo calculadas a área da elipse de 95% de intervalo de confiança (mm2) e a velocidade média de deslocamento (mm/s). A tarefa postural foi realizada com os pés unidos e olhos fechados e vendados. Atletas com perda total da visão apresentaram menores valores para área de oscilação (p=0,02) em relação aos atletas com baixa visão. Na comparação quanto à modalidade esportiva, foi possível observar que os atletas de goalball oscilaram menos e apresentaram menor velocidade de deslocamento que os atletas de judô. Em paralelo, os jogadores de futebol de cinco foram aqueles que apresentaram melhor controle postural. As diferenças encontradas no controle postural de atletas com deficiência visual parecem estar associadas ao grau de perda visual e às especificidades das modalidades esportivas.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/35536

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.