Convivência Escolar: Vamos Brincar e Jogar?

Por: Daiani Larissa Maciel e .

VI Congresso Sudeste de Ciências do Esporte

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi analisar uma proposta de intervenção pautada em jogos e brincadeiras com intuito de investigar a importância do lúdico na convivência escolar. O método constituiu-se no desenvolvimento de doze aulas, que tiveram como temática fundamentos que compõem a convivência escolar, como, comunicação, trabalho em equipe, cooperação, inclusão e exclusão, coletividade. Participou do estudo um grupo de crianças do 4° ano do ensino fundamental. Foram realizados relatórios sobre as aulas e executados grupos focais em duas etapas da intervenção, a primeira para conhecer, na perspectiva dos participantes, o contexto da violência, percepções sobre o clima escolar e as brincadeiras favoritas; a segunda para avaliação sobre a proposta pelos estudantes. Ocorreram entrevistas com a professora da turma, de educação física, e com a coordenadora, com o intuito de obter um panorama sobre a violência e convivência escolar; e observações durante o recreio que, segundo relato, é o local onde mais ocorrem atos violentos. Dos resultados obtidos nota-se que os alunos percebem e evidenciam que ocorrem atos de violência na escola, e isso afeta como se sentem em relação à mesma e o convívio com os colegas. Todos confirmaram que a proposta de jogos e brincadeiras diminuiu a violência e proporcionou interação com colegas que antes nunca tinham brincado e que as temáticas abordadas melhoraram o clima escolar. As entrevistadas acreditam que os alunos não possuem um bom convívio entre si, que ocorrem casos de violência e quando estes acontecem é dialogado com o tom de voz mais alto para reestabelecimento da ordem. Durante o intervalo muitos meninos brincavam de lutinhas, enquanto as meninas comiam seus lanches conversando; atitudes de violência eram excitadas por alunos maiores, os demais se dividiam em ficar sozinhos, comer, ou brincar de correr. Na intervenção foi possível uma construção conjunta com os alunos das atividades, ressignificando-as e com os debates os alunos notaram os ruídos na comunicação, a importância do outro e a empatia. Conclui-se que foi possível trabalhar durantes as aulas de educação física com jogos e brincadeiras, temas com valores mais democráticos, que promovem a emancipação, o pensamento crítico, à diminuição da violência e melhora do clima escolar, assim é enfatizado o uso do corpo para discutir as temáticas que norteiam o clima da escola.

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.