Corpo, Cultura de Movimento e Jogos Indígenas nas Aulas de Educação Física

Por: Camila Ursula Batista Carlos, Gustavo Henrique Gonçalves e Silva, Josilane dos Santos de Sales, Luiz Arthur Nunes da Silva e Moaldecir Freire Domingos Junior.

Cadernos de Formação RBCE - v.8 - n.1 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Os conteúdos da Educação Física podem e devem propiciar aos estudantes a inserção na cultura de movimento, ou seja, conhecer as diferentes formas de movimento das diferentes culturas. Com isso, iremos relatar uma sistematização do conteúdo Jogos Indígenas nas aulas de Educação Física no Ensino Fundamental II. Os Jogos Indígenas nas aulas de Educação Física, propiciam saberes teóricos, práticos, reflexões e aprendizagens, que possibilitam diferentes formas de movimentos com o outro, com a natureza, e com a construção dos próprios brinquedos. Ou seja, os Jogos indígenas além de sua legalidade, é um conteúdo legítimo, oriundo dos povos nativos do nosso país. Com isso, ministramos três aulas na turma do 9° ano “A” de uma escola particular localizada na zona sul de Natal/RN. A amostra foi composta por 34 estudantes com média de idade de 14 anos. Podemos concluir que o conteúdo Jogos Indígenas são facilitadores para inserir os estudantes na cultura de movimento, já que demonstram possuírem varias possibilidades pedagógicas, além de permitir uma aprendizagem integral aos estudantes.

Endereço: http://cbce.tempsite.ws/revista/index.php/cadernos/article/view/2231

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.