Corpo e Feminilidade a Partir da Experiência das Jogadoras de Rugby Brasileiras

Por: Alua Oliveira, Diego Monteiro Gutierrez e .

Revista Brasileira de Estudos do Lazer - v.4 - n.3 - 2017

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste artigo é discutir, através de uma série de entrevistas realizadas com as jogadoras que participam das competições de elite do rugby feminino, a forma como as atletas entendem a sua prática em uma modalidade pouco conhecida do público em geral e considerada pela sociedade uma prática violenta e com valores atrelados à masculinidade heteronormativa e como, a partir dessa vivência, elas lidam com a própria sexualidade e com as diferentes interpretações que a sociedade faz delas, a partir da ótica da terceira onda do feminismo. Constatamos que as participantes consideram que cada mulher é livre para construir sua própria identidade, optando ou não por seguir os valores atrelados pela sociedade. Apesar disso as praticantes, para iniciar a prática e mantê-la, ainda encontram resistência da sociedade e da própria família


 

Endereço: https://seer.ufmg.br/index.php/rbel/article/view/10827

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.