Corpo, Gênero e Sexualidade nas Narrativas Cotidianas de Professoras da Educação Infantil: Conjecturas Sobre Currículo, Saberes e Formação.

Por: Bruno Adriano Rodrigues da Silva, Fabio Pinto Gonçalves Reis, Kleber Tuxen Carneiro e Laila Zorkot Zorkot.

Arquivos em Movimento - v.15 - n.1 - 2019

Send to Kindle


Resumo

O presente artigo procurou refletir quanto a presença e as formas de abordagens das temáticas: “corpo, gênero e sexualidade” na Educação Infantil da rede pública de um município localizado ao centro-oeste de Minas Gerais, a fim de mapear as práticas pedagógicas e os saberes docentes relativos a essas questões. Para tanto, utilizou-se enquanto recurso metodológico um questionário semiestruturado que viabilizou a realização de entrevistas com cinco professoras, sendo três generalistas e duas especialistas atuantes nessa etapa da educação básica. O estudo evidenciou a emergente necessidade de discussões sobre o tema na formação continuada das professoras entrevistadas, visto que em linhas gerais partem de uma ideia normativa e naturalizada das relações de gênero e das expressões das sexualidades. Revelou também, a ausência, ou mesmo a superficialidade teórica na formação inicial das depoentes, em relação aos temas, o que afeta de alguma maneira suas intervenções pedagógicas, basta ver que em algumas circunstâncias recorrem à intuição para fundamentar suas ações, incidindo assim no cerceamento das experiências na educação das infâncias. 

Referências

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. Estudo de Caso em Pesquisa e avaliação educacional. Brasília: Liber Livro Editora, 2005.

AYOUB, Eliana. Reflexões sobre a educação física na educação infantil. Revista Paulista de Educação Física, n. supl.4, p. 53-60, 20 dez. 2001.

BRITZMAN, Deborah. Curiosidade, sexualidade e currículo. In: LOURO, Guacira Lopes (org.). O Corpo Educado Pedagogias da Sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

CAMARGO, Ana Maria. Faccioli de. Cultura e diferenças no cotidiano da escola e no currículo. In: RIBEIRO, Cláudia. Maria. (org). Tecendo gênero e diversidade sexual nos currículos da educação infantil. Lavras: UFLA, 2012.

__________________________. Sala de aula e cotidiano escolar. In: CAMARGO, Ana Maria Faccioli de; MARIGUELA, Mário (orgs.). Cotidiano escolar: emergência e invenção. Piracicaba: Jacintha Editores, 2007.

COLLING, Ana Maria. Relações de poder e gênero no currículo escolar. In: RIBEIRO, Paula Regina Costa; SILVA, Méri Rosane Santos da; GOELLNER, Silvana Vilodre (org.). Corpo, gênero e sexualidade: composições e desafios para a formação docente. Rio Grande: Editora da FURG, 2009.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade I: A Vontade de Saber. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1999.

_________________. Vigiar e punir: história da violência nas prisões. 31 ed. Petrópolis: Vozes, 2006.

FURLANI, Jimena. Mitos e tabus da sexualidade humana: subsídios ao trabalho em educação sexual. 3 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

______________. O Bicho vai pegar! Um Olhar pós-estruturalista à Educação Sexual a partir de livros paradidáticos infantis. 2005. (Tese de Doutorado) Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Programa de Pós-Graduação em Educação. Porto Alegre: PPG Edu/UFRGS. 2005.

GALLO, Sílvio. Acontecimento e resistência: educação menor no cotidiano da escola. In: CAMARGO, Ana Maria Facciolli de; MARIGUELA, Márcio (orgs.). Cotidiano escolar: emergência e invenção. Piracicaba: Jacintha Editores, 2007.

LOURO, Guacira Lopes. Pedagogias da sexualidade. In: LOURO, Guacira Lopes (org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. 3ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

RODRIGUES, José Rafael Barbosa; SILVA, Josenilda Maria Maués da. Práticas de subjetivação no currículo da educação básica: que vidas estamos produzindo? In: COSTA, Gilcilene Dias da et al (orgs). Currículo, diferença e pesquisa na escola básica. Curitiba: CRV, 2018.

REIS, Fábio Pinto Gonçalves dos; CARNEIRO, Kleber Tuxen. Corpo, gênero e sexualidades na educação física escolar: disciplina, norma e controle. Anais do VII Seminário Corpo, Gênero e Sexualidade; III Seminário Internacional Corpo, Gênero e Sexualidade; III Luso-brasileiro Educação em Sexualidade, Gênero e Saúde. Rio Grande - RS: FURGS, 2018. v. 1. p. 1.

SACRISTÁN, José Gimeno. Consciência e ação sobre a prática como libertação profissional dos professores. In: NÓVOA, Antônio. Profissão professor. Porto: Porto Editora, 1995.

SAMPIERI, Roberto Hernández; COLLADO, Carlos Fernández; LUCIO, María Del Pilar Baptista Metodologia de pesquisa. 3 ed. São Paulo: McGraw-Hill, 2006.

SCOTT, Joan Wallach. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 20, n. 2, jul/dez., p. 71 a 79,1995.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

SOARES, Carmem Lúcia. Imagens da educação no corpo: estudo a partir da ginástica francesa no século XIX. Campinas, SP: Autores Associados, 1998.

SOARES, Carmem Lúcia. Pedagogias do corpo: higiene, ginásticas, esporte. In: RAGO, Margaret; VEIGA NETO, Alfredo Veiga. Figuras de Foucault. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

XAVIER FILHA, Constantina. A criança, a família e a Instituição de Educação Infantil. Cuiabá: Editora UFMT, 2007.

_____________________. Educação para a sexualidade, para a equidade de gênero e para a diversidade sexual. Campo Grande: Editora UFMS, 2009.

_____________________. Sexualidade, gêneros e diferenças na Educação das Infâncias. Campo Grande: Editora UFMS, 2012.

Endereço: https://revistas.ufrj.br/index.php/am/article/view/21965

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.