Corpo-sujeito Kadiweu: Jogo e Esporte

Por: .

2004 15/12/2004

Send to Kindle


Resumo

Corpo-Sujeito Kadiwéu: jogo e esporte ? trata-se de um estudo realizado na UNICAMP/Faculdade de Educação Física/Departamento de Estudos da Atividade Física Adaptada/Laboratório de Antropologia Bio-cultural, na área de Ciências da Saúde, concentração em Atividade Física Adaptada e Saúde e linha de pesquisa Desenvolvimento Corporal no Contexto da Sociedade e Cultura. O termo corpo-sujeito Kadiwéu significa o indígena reconhecido por um modo de ser complexo, produzindo um modo de ser específico e necessitando de uma compreensão própria. O objeto de estudo da pesquisa foi o processo de mudança de comportamento, habitus e poder observados no corpo guerreiro Kadiwéu, da aldeia Alves de Barros, em situações de jogos tradicionais e esporte, no ?tempo dos senhores? [autogovernados, regidos por normas próprias, ditadas por senhores Kadiwéu] e no ?tempo institucionalizado? [dividem o poder com o Estado]. Os objetivos do estudo foram: a) registrar o estado da arte dos jogos tradicionais Kadiwéu, estudando as relações entre estes e a emergência do esporte e b) contribuir na elaboração de ações co-participantes, relacionando cultura corporal e esporte. O estudo foi delimitado: a) geograficamente, à aldeia Alves de Barros, Terras Kadiwéu, Mato Grosso do Sul, Brasil; b) aos temas jogo tradicional e esporte e c) à pessoas com vínculos significativos com a questão investigada, obtendo informações que só essas pessoas podiam transmitir. Pesquisa de caráter teórico-empírica, com procedimentos para se chegar aos sujeitos através de indicações por ?elos?, envolvendo idosos, adultos, atletas, técnicos esportivos e lideranças esportivas. Para responder às problematizações foi organizada uma base bibliográfica, sócio-histórica e antropológica, do grupo Mbayá-Guaicuru e Kadiwéu, entremeada com dados empíricos e com teorias do campo de conhecimento da Educação Física e Esporte. As considerações finais mostram: o estado da arte dos jogos tradicionais, desde os Mbayá-Guaicuru até os Kadiwéu, em um acervo registrado de aproximadamente 100 jogos; as mudanças no comportamento Kadiwéu cada vez mais internalizadas, levando-os a se auto-regularem, sendo o esporte um dos veículos desta mudança, as quais são também mudanças históricas, de relações de poder, pois se configuram como transformações em uma sociedade com rede mais curta de relacionamentos e encapsulada em um Estado. O corpo-sujeito Kadiwéu parece buscar interação entre seu modo de ser e o modo mais racional, próprio de sociedades cujo estilo de vida é mais coercitivo. Entre duas memórias, intermediam mitologia e ciência, jogo tradicional e esporte, numa inter-relação de rumo pouco previsível. Nesse sentido, tanto a re-significação dos jogos tradicionais pode contribuir para fortalecer a identidade étnica, dinamizando-a; quanto significar o esporte pode trazer mudanças na relação indivíduo-sociedade. Tradição e mudança são co-partícipes do processo de significar outros sentidos para o corpo-sujeito Kadiwéu.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000349883&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Tags: , ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.