Corpo: Tradição, Valores, Possibilidades do Desvelar

Por: .

2005 15/08/2005

Send to Kindle


Resumo

O texto desta dissertação está centrado no fenômeno corporeidade, levantando inquietações provocadas pela construção do conhecimento sobre o corpo ao longo da história, através da análise do pensamento filosófico e de concepções sociais que foram os mais representativos produzidos na cultura ocidental. Pretende-se ainda, neste refletir, apontar possibilidades de um novo olhar-conhecer na busca da unicidade estrutural essência-existência humana o esquema do trabalho empreendido se apresenta com uma introdução, que revela os passos da pesquisa, dois capítulos que buscam historicamente as raízes das concepções atuais de corpo e mais um capítulo, que reflete a busca de uma outra visão para a compreensão do corpo. o primeiro capítulo dedica-se a discutir a tradição dualista ocidental, nas concepções específicas de corpo e de alma, sob a teoria platônica; de carne e espírito, no contexto da Idade Média; de corpo e mente, através do pensamento de Descartes; de corpo e espírito, nas idéias de Kant; e finalmente, tenta compreender a gênese da busca pela concepção do corpo singular nas fundamentações teóricas de Hegel. O segundo capítulo analisa os valores atribuídos ao corpo sob a perspectiva da produção pela sociedade ocidental. o terceiro capítulo apresenta os estudos de Merleau-Ponty, enquanto uma das possibilidades do desvelar do fenômeno corporeidade, através da compreensão do corpo-próprio, corpo-sujeito, nas abordagens da essência e da existência.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000101176&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.