Corporeidade e Plenitude nas Histórias de Vida de Mulheres Idosas

Por: Kália Brandão Cavalcanti e Maria Goretti da Cunha Lisboa.

V Encontro de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

Apesar de decréscimos de eficiência e capacidade, à medida que a idade aumenta mantémse alto nível de desempenho, a ocupação do tempo livre com atividades satisfatórias, vivências sociais e relacionamentos favorecem mulheres idosas a se libertarem de preconceitos, complexos e rejeição redescobrindo a alegria de viver. Focalizando a mulher idosa institucionalizada, o trabalho objetiva estudar e analisar a problemática vivida pelo grupo que freqüenta instituição de apoio ao idoso. O trabalho está sendo realizado no Centro de Convivência do Idoso Marly Sarncy, Natal-RN, que recebe o idoso diariamente e oferece oportunidades de participação em várias atividades. A metodologia adotada é do tipo qualitativa utilizando histórias de vida através da história oral. O grupo investigado constituído por 10 mulheres idosas que demonstram alegria viver esta fase. Dados foram coletados através de entrevistas. Pesquisa em discussão dos resultados. Unitermos: Corporeidade, Terceira Idade, Histórias de Vida

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.