Corporeidade e Gênero: Um Estudo das Contribuições dos Conteúdos Culturais do Lazer na Prevenção Ao Hiv/aids

Por: Lilian Martins Dias Fernandes.

60 Reunião Anual da SBPC

Send to Kindle


INTRODUÇÃO:

No mundo em que vivemos hoje, a AIDS, sem dúvida representa uma grande preocupação quando se comenta sobre problemas de Saúde Publica. É através desta preocupação que se relevam pesquisas relacionadas á AIDS e seus conceitos predominantes. É importante também destacar profissionais atuantes nas áreas da saúde como processo de pesquisa. A questão de gênero também é bastante discutida nesta pesquisa, indicando a importância em observar a relação proposta entre homens e mulheres e suas diferenças no mundo da saúde preventiva. O lazer tem sido interrogado como uma das possíveis formas de prevenção quando se aplica ao entendimento do que é o lazer e o que este nos oferece.Objetivando identificar as medidas de prevenção conhecidas por universitários da área da saúde, acerca da contaminação pelo HIV/AIDS e outras Doenças Sexualmente Transmissíveis e identificar se há diferença significativa entre as respostas, considerando-se o sexo dos sujeitos, realizou-se esta investigação. Foi aplicado um questionário estruturado para universitários e universitárias da área da saúde sendo estes os cursos da FACIS - UNIMEP.


 METODOLOGIA:

O trabalho foi propriamente realizado através da combinação de pesquisa bibliográfica e de campo. Trata-se assim de uma pesquisa qualitativa, sendo que os dados coletados foram predominantemente descritivos, pois a preocupação com o processo é muito maior do que o produto.A pesquisa bibliográfica foi realizada nos sistemas de Bibliotecas da UNIMEP, UNICAMP e da USP, valendo-se das seguintes fases: levantamento bibliográfico inicial e leituras sobre a temática HIV/Aids em especial direcionado ao publico jovem universitário e suas percepções de gênero e etnia. A pesquisa também foi feita em sites acadêmicos e sites do Ministério da Saúde em forma de clippings. Todos estes seguidos de análise textual, análise interpretativa e análise crítica. A pesquisa de campo foi realizada por meio da aplicação de questionários específicos para o sexo feminino e masculino, sendo que a escolha dos participantes foi do tipo não probabilística, intencional por critérios de representatividade e acessibilidade. Sendo necessário portanto a anuência da pessoa em participar da pesquisa, para isso utilizamos um termo de consentimento livre e esclarecido. Os cálculos foram feitos considerando-se um erro amostral de 12% para pré-teste, e de 5% para aplicação de questionário final.


 RESULTADOS:

Os resultados desse projeto de iniciação científica foram dados através da conclusão dos questionários aplicados nos cursos da FACIS - UNIMEP, e as tabulações realizadas, montagem e organizações de dados para que sejam montadas as tabelas que serão discutidas itens de maior importância nos recolhimentos de dados e resultados significativos. Os resultados revelaram que a maioria dos itens citados como medidas preventivas para o HIV/AIDS e DST se enquadra dentro das medidas importantes para a prevenção das mesmas, no entanto, quando a análise é feita em termos da freqüência citada, verifica-se que foi aquém do esperado, o que se torna preocupante.

Em relação ao lazer, pôde-se observar a falta de conhecimento á respeito deste como uma forma importante de prevenção, sendo que o lazer apresenta uma fonte de vivência significativa. Outros aspectos observados nos resultados é que há poucas diferenças, em termos de conhecimentos sobre medidas preventivas, entre estudantes do sexo masculino e feminino. Assim, a análise dos resultados permite evidenciar que os conhecimentos da maioria dos estudantes universitários estudados são precários, o que reforça a necessidade de implementar ações educativas específicas e contínuas.


CONCLUSÕES:

Considerando o universitário da área de saúde como futuro prestador de cuidados ao portador de HIV/AIDS e outras DST, é imprescindível que ele tenha conhecimentos acerca destas doenças e suas formas de prevenção, a fim de desenvolver consciência crítica sobre suas atitudes, tanto no que diz respeito às ações que visam a sua auto-proteção, bem como a do seu cliente/paciente, precavendo-se, assim, inclusive das atitudes anti-éticas e não humanísticas. Tendo em vista estes aspectos os docentes e discentes do projeto de iniciação científica, propuseram realizar o presente trabalho tendo como objetivos: detectar entre os universitários da área da saúde o conhecimento sobre as medidas preventivas contra HIV/AIDS e outras DST e comparar os conhecimentos acerca das referidas medidas, considerando-se o sexo dos estudantes universitários. É importante observar que vivemos um tempo em que os desafios do HIV/AIDS superam as possibilidades das áreas de saber acompanhá-los, este estudo além de identificar o conhecimento sobre esta realidade e a prática da prevenção no meio de estudantes universitários, busca apresentar o campo de estudos do Lazer como um caminho importante para contribuir na afirmação da vida e formas de Lazer que correspondam a processos de saúde integral.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.