Corporeidade e Qualidade de Vida em Idosos Asilados e Não Asilados na Cidade de Caratinga-mg

Por: e José Antônio Martins Júnior.

IX Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo é aferir a Qualidade de Vida emum grupo de pessoas idosas asiladas (GA) e um grupo de pessoas idosas não asiladas (GNA) participantes de um clube de 3 a Idade e relacionar o resultado com o pensamento de Merleau-Ponty sobre corporeidade. Para aferir a Qualidade de Vida desta população foi utilizado como instrumento o WHOQOL-bref do Grupo de Qualidade de Vida da Organização Mundial de Saúde,contendo 26 questões divididas em quatro domínios: físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente. Aplicado numa amostra de 22 idosos asilados e 22 idosos participantes de um clube de 3 a Idade EFISC/FUNEC que praticam atividade física. O critério de seleção da amostra foi o sorteio à partir de um universo de 90 asilados e 100 idosos do Clubede 3a Idade.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.