Corpos Hígidos: o Limpo e o Sujo na Paraíba (1912-1924)

Por: Azemar dos Santos Soares Júnior.

204 páginas. 2011 18/02/2011

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho vinculado à linha de pesquisa História Regional do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal da Paraíba, com área de concentração em História e Cultura Histórica tem por objetivo discutir a higienização do corpo na cidade da Parahyba. Durante o início do século XX vários dispositivos midiáticos como os jornais A Imprensa e A União e a revista Era Nova, apresentavam, nos seus discursos, preceitos ditos civilizatórios, a partir de normas que deveriam ser seguidas pela população paraibana. Somam-se a essa documentação os relatórios da Saúde Pública e da Inspectoria de Hygiene que sob a orientação dos médicos ditavam normas de conduta, asseio para o corpo e higiene da mente e da alma. O recorte escolhido tem início em 1912, ano em que a cidade da Parahyba passou a temer a ""

Endereço: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/6040

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.