Send to Kindle


Resumo

Este ensaio constitui uma abordagem de entendimento de parte da cultura do povo indígena brasileiro no conceito branco2. Tratamos aqui do estético entre o “Belo” e o “Selvagem” suas cores e formas pontuais potencializadas pela surpresa da arte, tanto nos ornamentos e adereços como na exposição dos corpos nus, enfeitados, pintados, naturalmente desmistificados em seu pudor, em sua composição, entretanto mitificados na forma de literatura.
 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.