Correlação Entre Aptidão Aeróbia e o Desempenho de Exercício Intermitente Supramáximo

Por: Henry Cristian Schneck.

2009 27/03/2009

Send to Kindle


Resumo

O metabolismo aeróbio é responsável pela recuperação dos estoques energéticos e remoção dos catabólitos pós-exercício intenso, por isso, em exercício intermitente supramáximo ele parece ser fundamental no desempenho em um próximo bloco de esforço. Podendo assim, levantar a hipótese de que a aptidão aeróbia, dada pela potência e capacidade aeróbia, está relacionada a um melhor desempenho neste tipo de exercício. Assim, o objetivo deste estudo foi correlacionar à aptidão aeróbia com o desempenho em exercício intermitente supramáximo. Para isto, 22 sujeitos, ciclistas ou praticantes de spinning, do gênero masculino, com idade média de 22 ± 2 anos, estatura de 178 ± 7 cm, massa corporal total de 73,0 ± 8,6kg e % de gordura de 7,9 ± 2,8 22, foram submetidos a um teste incremental máximo com carga inicial de 70 W, para praticantes de spinning, e 105 W, para ciclistas, com incrementos de 30 W a cada 3 minutos, e um teste intermitente constando de 10 tiros de 6 segundos de esforço com 30 segundos de intervalo passivo. Foram obtidos valores de consumo de oxigênio (VO2), lactato sangüíneo (Lac), e potência, e logo após estes determinaram o consumo de oxigênio de pico (VO2pico), intensidade de VO2pico (IVO2pico), potência de limiar anaeróbio (Lan) no teste incremental máximo, e em índice de fadiga (IF), trabalho total (TT) e máxima potência de pico (MPP) no teste intermitente supramáximo. Foi realizado o teste de Shapiro Willks para testar a normalidade dos dados, e as comparações realizadas no teste intermitente utilizaram ANOVA 2 fatores (blocos e grupos) para medidas repetidas, quando encontrada diferença foi realizado o post hoc de Tukey. As correlações de Pearson e Spearman foram feitas entre VO2pico, IVO2pico e Lan com IF, TT e MPP. O nível de significância adotado foi de 5%. Foi encontrado um valor de VO2pico igual a 53,1 ± 9,3 ml.kg.min, IVO2pico de 261 ± 34 w e Lan de 173 ± 49 w. Para o teste intermitente foi encontrado IF de 2,7 ± 0,9 w/kg, MPP de 10,6 ± 0,8 w/kg e de TT de 450 ± 45 w/kg. Foram encontradas relações entre IF com VO2pico (r=-0,479, p=0,024, n=22), TT com VO2pico (r=0,542, p=0,009, n=22), TT com IVO2pico (r=0,495, p=0,019, n=22), TT com Lan (r= 0,733, p= 0,00, n=22). Para os atletas de ciclismo e praticantes de spinning do presente estudo, tanto as adaptações ocorridas no nível periférico, refletida pelo Lan, quanto as ocorridas no central, refletida pelo VO2pico, parecem ser fundamentais para o desempenho intermitente no cicloergômetro. Conclui-se que existe correlação entre a aptidão aeróbia e exercício intermitente supramáximo. 

Endereço: http://hdl.handle.net/1884/18892

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.