Correlação Entre Função Executiva e Aptidão Física em Crianças de 11 e 12 Anos

Por: Cíntia Mota Cardeal, , Luciana Oliveira e .

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Introdução: A capacidade cardiorrespiratória e o desenvolvimento cognitivo
são funções que apesar de serem fenômenos distintos, ocorrem em um
mesmo organismo e ao mesmo tempo. Estudos com ratos mostraram que
exercícios aeróbios aumentam a densidade dos capilares do cerebelo (BLACK
et al., 1990), a quantidade de dopamina (FORDYCE & FARRAR, 1991), o fator
neurotrófico (BDNF) (NEEPER et al., 1995) e também o número de células
novas no hipocampo (VAN PRAAG, KEMPERMANN & GAGE, 1999). O pico
de desenvolvimento cerebral parece ocorrer entre 6 e 8 anos de idade, com
aceleração moderado dos 9 aos 12 anos, aproximando aos níveis adultos
na fase da adolescência o que implica uma reorganização fundamental no
processo atencional executivo e auto-reflexivo. (RONNIE & REYNOLDS, 2004),
portanto, essa fase do desenvolvimento é importante para a organização
da cognição do indivíduo, e a aptidão cardiorrespiratória parece atuar como
uma das vias de estímulo do desenvol v imento cogni t ivo. Obj e t ivo:
Correlacionar os resultados da função executiva e o VO2max de crianças
com idade entre 11 e 12 anos. Métodos: A amostra foi composta de 22
sujeitos, alunos da instituição pública Escola Classe Vila Areal no Distrito
Federal. Todos os alunos não apresentavam problema comportamental ou
cognitivo que pudesse comprometer o estudo. Foram realizados os testes:
Torre de Hanói que mensura da função executiva em unidade de tempo.
Teste de Rampa (TR) mensura o VO2max de forma direta. Resultados: Foi
aplicada a Correlação de Pearson para uma significância de p<0.005. O
teste de Hanói foi realizado três vezes consecutivas (H1, H2, H3), e a
correlação encontrada para (H1; H2) = 0,854, (H1;H3)= 0,758, (H1;TR)=
-0,730, (H2;TR)= -0,777, H3/TR= -0,700. Houve, portanto, uma correlação
negativa significante entre os resultados da função executiva e o VO2max
das crianças. Conclusão: Os resultados evidenciaram que quanto maior a
capacidade aeróbica melhor o desempenho da função executiva na criança,
mostrando que pode existir uma influência significativa do VO2max no
desempenho cognitivo.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/75_Anais_p403.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.