Correlação Entre os Parâmetros do Modelo de Potência Crítica no Cicloergômetro de Membros Superiores e no Caiaque

Por: Antônio Fernando Brunetto, , Fábio Yuzo Nakamura e Thiago Oliveira Borges.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.13 - n.2 - 2005

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho teve como objetivo correlacionar os parâmetros do modelo de potência crítica, obtidos por canoístas em cicloergômetro de membros superiores e em caique. Os parâmetros foram estimados, em ambas as situações, através de testes exaustivos de duração entre 1 e 15 minutos. A potência crítica (PCrit) no cicloergômetro de membros superiores variou entre 123 a 124 W entre as estimativas das três equações de predição do modelo. A capacidade de trabalho anaeróbio (CTAnaer) variou entre 10.551 a 10.831 J. Na água, a velocidade crítica (VCrit) ficou entre 3,06 a 3,10 m/s, ao passo que a capacidade anaeróbia na canoagem (CACanoagem) ficou entre 62,2 m a 74,0 m. As correlações entre as estimativas de PCrit e de VCrit foram de r = 0,79 - 0,91 (p < 0,05), enquanto as correlações entre as estimativas de CTAnaer e CACanoagem foram de r = -0,03 - 0,36 (p > 0,05). Com isso, concluiu-se que a capacidade aeróbia de canoístas em caiaque pode ser predita através de testes mais simples e controlados em cicloergômetro de membros superiores. PALAVRAS-CHAVE: potência crítica, canoagem, cicloergômetro de membros superiores.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/viewFile/624/636

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.