Correlação do Teste de 1rm com Aspectos Maturacionais, Neuromotores, Antropométricos e a Composição Corporal em Crianças e Adolescentes

Por: Arli Ramos de Oliveira, e Humberto José Cardoso Pianca.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.17 - n.3 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Os testes de uma repetição máxima (1RM) têm sido utilizados na busca de informações sobre os efeitos do treinamento com pesos na força muscular de crianças e adolescentes. Porém, pouco se sabe sobre a associação entre testes de 1RM com variáveis morfológicas, neuromotoras e maturacionais. Portanto, o objetivo do presente estudo foi analisar a relação entre testes de 1RM com a composição corporal, variáveis antropométricas, testes neuromotores e a maturação biológica. Para tanto, foi utilizada metodologia correlacional. Fizeram parte deste estudo 10 meninos com idade média de 10,28 (±2,20) anos. As variáveis analisadas foram: massa corporal, estatura, circunferências, dobras cutâneas e a maturação biológica (pilosidade pubiana, axilar e desenvolvimento genital). Posteriormente, foram submetidos a uma bateria de cinco testes neuromotores e a seis sessões de testes de 1RM para membros superiores (MS) e inferiores (MI). A análise dos dados foi realizada por meio do teste de Shapiro Wilk (p < 0,05), estatística descritiva e o coeficiente de correlação de Spearman (p < 0,01; p < 0,05). Verificou-se forte correlação entre a idade e a carga de 1RM de MS e moderada com MI. A estatura teve moderada correlação com 1RM de MS e forte correlação com 1RM de MI; a massa corporal magra absoluta apresentou moderada e forte correlação com MS e MI, respectivamente. O teste de 1RM de MS apresentou moderada correlação com a pilosidade pubiana e forte com a axilar. Esses resultados indicaram uma influência multifatorial nas cargas em testes de 1RM, demonstrando a importância dos aspectos morfológicos, maturacionais e/ou idade cronológica na análise dos resultados. Considerando a fraca relação dos testes neuromotores com os testes de 1RM, apesar de serem muito utilizados para análise da força muscular em crianças e adolescentes, seus resultados devem ser empregados com cautela quando o propósito é obter informações sobre a magnitude da eficiência no treinamento com pesos.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922011000300006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.