Correlatos da Atividade Física Moderada a Vigorosa, Tempo Sedentário, Tempo de Tela e Índice de Massa Corporal de Crianças

Por: .

172 páginas. 2016 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: Identificar os possíveis correlatos da atividade física de moderada a vigorosa (AFMV), tempo sedentário (TS), tempo de tela (TT) e do índice de massa corporal (IMC) em crianças. Métodos: A coleta de dados foi realizada na cidade de São Caetano do Sul como parte do International Study of Childhood Obesity Lifestyle and the Environment (ISCOLE). Durante sete dias consecutivos, 328 crianças (169 meninos) usaram acelerômetros para monitorar objetivamente a AFMV e TS. O TT, foi calculado a partir da quantidade de horas/dia que as crianças gastavam na frente da televisão (TV), computador e jogos de vídeo. O IMC foi medido utilizando impedância bioelétrica. As crianças participantes e os respectivos pais/responsáveis responderam questionários referente a correlatos individuais (antropométricos e comportamentais), aspectos familiares, ambiente familiar e escolar. Todos os correlatos associados (p<0,10) com AFMV, TS, TT e IMC nas análises univariadas foram inseridos nos modelos finais e aqueles com p<0,05 nos modelos finais, foram considerados correlatos da AFMS, TS, TT e IMC. Utilizamos a regressão linear multi-nível e incluímos sexo, raça, escola, número de irmãos e renda familiar como covariáveis em todos os modelos multivariados. Resultados: As médias de AFMV e TS (min/dia) foram 59,3 (44,5% atingiam a recomendação de AFMV: 63,9% meninos; 25,1% meninas: p<0,001) e 500 (meninos: 489; meninas: 511; p=0,005), respectivamente. A média do TT foi 234 (meninos: 246; meninas: 222; p=0,053) min/dia. No geral, 51,8% das crianças foram classificadas com excesso de peso/obesidade (50,3% meninos; 53,4% meninas: p=0,014) e a média do IMC foi 20,1 kg/m2 (meninos: 20,1; meninas; 20,2; p= 0,713). Para AFMV, encontramos os seguintes correlatos: circunferência da cintura (CC; β=-0,011), transporte para a escola (ativo; β=0,133) e nível de emprego materno (tempo parcial ou menos; β=- xiv 0,195) nos meninos. Já nas meninas, somente transporte para a escola (ativo; β=- 0,143). Já para o TS, encontramos apenas a AFMV (β=-1,434) como correlato nos meninos, e nas meninas, foram o padrão de dieta saudável (β=-19,301), AFMV (β=- 1,896) e tempo de transporte para a escola (≤15 min: β=41,642; ]15 - 30] min: β=57,918). No TT, os correlatos foram o IMC (β=0,019), o padrão de dieta saudável (β=-0,090) e TV no quarto (β=0,201) nos meninos. O padrão de dieta saudável (β=- 0,184), transporte para escola (ativo; β=-0,230) e políticas ou práticas de atividade física na escola (β=-0,281) foram correlatos nas meninas. Os correlatos do IMC nos meninos foram a porcentagem de gordura corporal (%GC; β=0,0209), TT (β=0,0059) e políticas ou práticas de alimentação saudável (β=0,0276). Já nas meninas, somente a %GC foi considerada correlato (β=0,0221) do IMC. Conclusão: Diversos fatores foram identificados como correlatos da AFMV, TS, TT e do IMC em crianças de São Caetano do Sul. Foram comuns em ambos os sexos, transporte para a escola (AFMV), AFMV (TS), padrão de dieta saudável (TT) e %GC (IMC). Estes resultados devem ser utilizados por pesquisadores e profissionais de saúde pública que pretendem implementar intervenções para aumentar AFMV, reduzir TS, TT e IMC de crianças.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.