Corrida de Rua no País do Futebol

Por: Cleber Dias.

Recorde: Revista de História do Esporte - v.10 - n.1 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Na década de 1970 se iniciou a construção histórica da corrida de rua no Brasil, com os sentidos, formatos e proporções atuais. Embora vários fatores tenham concorrido simultaneamente para a situação, o nome e as ideias de Kenneth Cooper ficariam fortemente associados à memória social da difusão deste hábito no Brasil. O objetivo deste artigo é reconstituir e analisar essa história. Ao invés de confinar as explicações sobre este processo às ações de um único homem, o propósito geral é o de inseri-lo no contexto social e cultural mais geral da época. Transformações na estrutura ocupacional, novas percepções desencadeadas pela rápida urbanização, políticas governamentais para o incentivo de práticas esportivas, oportunidades oferecidas para divulgação de novos métodos de treinamento físico pela cobertura jornalística do futebol brasileiro e novos paradigmas médicos, podem ser apontadas como causas sociais e culturais mais gerais desse processo histórico.

Endereço: https://revistas.ufrj.br/index.php/Recorde/article/view/10846

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.