Corrida de Orientação

Por: Carlos Alberto P. Santos e Paulo Noleto Queiroz Filho.

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

A orientação é um esporte no qual os atletas usam um mapa detalhado e uma bússola para encontrar pontos no terreno previamente mapeado. Esta atividade pode proporcionar conhecer lugares novos, fazer novas amizades, desfrutar o tempo livre com a família e participar de campeonatos de Orientação. Um percurso de Orientação é composto por um ponto de partida, um ponto de chegada (que pode ser o mesmo ou não) e uma série de pontos intermediários numerados, por onde o praticante terá que passar seguindo a seqüência determinada no mapa. Existem várias modalidades deste esporte: corrida de orientação, orientação sobre esquis, orientação para pessoas portadoras de deficiências e orientação em mountain bike. A Corrida de Orientação, também chamada simplesmente de Orientação – a modalidade mais praticada no Brasil – caracteriza-se por ser uma corrida aeróbica, semelhante ao crosscountry, desenvolvida em florestas, matas, trilhas e campos. Data de 1850 a referência a grupos militares escandinavos que desenvolveram atividades esportivas assemelhadas às da Corrida de Orientação como alternativa de lazer e como instrução militar. Na última década do século XIX, em torno de 1890, a atividade tornou-se competitiva, sendo, no entanto, ainda muito fácil, isto é, com poucos postos de controle, muitas vezes sinalizados por pessoas e colocados em acidentes do terreno bastante definidos, em virtude da má qualidade dos mapas da época que, provavelmente, até então, não passavam de esboços ou croquis. Em 2003, foram encontrados relatos do final da década de 1940, na Escola de Educação Física do Exército-EsEFEx, sobre a participação de militares brasileiros como observadores das Lingíadas”, competições realizadas na Suécia como homenagem póstuma a Ling, ícone da Educação Física sueca do século XIX. Considerando a dimensão que a Corrida de Orientação já atingia na Suécia, à época, presente até mesmo como matéria obrigatória dos currículos escolares, é razoável supor que os referidos militares tenham sido os primeiros a ter contato com esta modalidade de esporte. Também é provável que tenham trazido a modalidade para o Brasil, porque poucos anos mais tarde, em 1956, foi realizado o primeiro percurso de cross-country orientado no Rio de Janeiro, tendo como organizadores membros da EsEFEx.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.