Crescimento Corporal e Aptidão Física Relacionada à Saúde de Crianças e Adolescentes

Por: .

121 páginas. 2006 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Este estudo com característica transversal, teve como objetivo avaliar as ,características de crescimento, composição corporal e os componentes da aptidão ,física relacionada à saúde (AFRS) em crianças e adolescentes de escolas públicas ,municipais da cidade de Aracaju (Se). A amostra foi composta por 288 escolares do ,nível de ensino fundamental. Destes, 146 são meninos e 142 são meninas, com ,idades entre 10 a 14 anos. Os dados referentes ao crescimento corporal foram ,comparados com estudos nacional e internacional. Os resultados da AFRS foram ,comparados com estudos local, regional e nacionais. Todas as variáveis foram ,tratadas através do software SPSS® 10.0 for Windows, utilizando estatística ,descritiva, teste t Student para amostras independentes e análise de variância ,(ANOVA) com post hoc de Newman-Keuls, teste de diferença entre percentuais de ,Wilcoxon (p < 0,05). Os resultados apresentados tornou possível concluir que a ,massa corporal de ambos os sexos, não apresentou diferenças quando comparadas ,entre si ao longo da faixa etária pesquisada. Com relação à estatura, constatou-se ,diferença em favor do sexo masculino somente aos 12 anos. Porém, dentro do ,próprio grupo dos escolares do sexo masculino obteve impulso a partir dos 13 anosenquanto que no sexo feminino a partir dos 11 anos. A massa corporal entre os ,escolares do sexo masculino se incrementou a partir dos 13 anos, enquanto que no ,sexo feminino a partir dos 11 anos. Foi verificado que o sexo feminino apresentou ,valores medianos das variáveis de crescimento mais próximos aos referenciais ,regional, nacional e internacional considerados do que o sexo masculino. A ,prevalência de sobrepeso, obesidade e desnutrição em ambos os sexos comportouse ,de forma idêntica a estudos realizados na região nordeste. As meninas ,apresentaram massa gorda superior à do sexo masculino dos 11 aos 14 anos. Entre ,os escolares do sexo masculino esta variável não sofreu variações dos 10 aos 14 ,anos, enquanto que entre os escolares do sexo feminino houve um incremento aos ,14 anos. Os meninos apresentaram massa magra superior à do sexo feminino aos ,14 anos. A massa magra entre os escolares do sexo masculino se incrementou a ,partir dos 12 anos, enquanto que no sexo feminino a partir dos 11 anos. Os níveis ,médios de flexibilidade nas idades estudadas, não diferiram significativamente entre ,ambos os sexos. A força/resistência abdominal dos indivíduos do sexo masculino se ,mostrou superior a do sexo feminino aos 11, 12 e 13 anos, enquanto que a ,força/resistência de braços essa diferença se deu somente aos 12 anos. A ,capacidade aeróbica dos escolares do sexo masculino foi superior a do sexo ,feminino aos 10, 12 e 14 anos. A maturação mostrou influente sobre a manifestação ,da estatura, massa corporal, massa gorda e VO2max no sexo masculino, enquanto ,que no sexo feminino sobre a estatura, massa corporal, massa magra e massa ,gorda.

Endereço: http://bdtd.ufs.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=109

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.