Crescimento Físico em Escolares de Florianópolis e do Distrito Federal

Por: Dumas R. J. V, Machado Z. E. e .

VI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Em função do fator filogenético, o estudo do crescimento físico do ser humano, principalmente nas duas primeiras décadas de vida torna-se relevante. Relacionado a outras espécies da ordem dos primatas, o ser humano é o que apresenta maior imaturidade ao nascer, o que lhe confere a necessidade de um maior período de tempo para atingir o status adulto. A necessidade de aproximadamente dois sétimos de sua vida para crescer e desenvolver-se até alcançar a condição de organismo maduro, projeta-se em implicações tanto no aspecto biológico, como no cultural. No biológico, a imaturidade prolongada aumenta o tempo durante o qual as forças do ambiente podem interagir com o potencial genético, contribuindo, significativamente, para a maior variabilidade humana neste aspecto. No cultural, a imaturidade prolongada apresenta uma íntima relação com a dependência familiar e demais instituições sociais, o que resulta em aumento do tempo de transmissão e aquisição dos hábitos culturais, atitudes, habilidades e padrões comportamentais.(MALINA,1975)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.