Crescimento Somático de Alunos dos 6 Aos 14 Anos da Cidade da Beira, Moçambique: Um Estudo Descritivo

Por: Alberto da Conceição L. Graziano e B. S. B. Nhantumbo.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Objectivos:
a) Identificar e descrever o perfil do crescimento somático das crianças do ensino primário da cidade da Beira dos 6 aos 14 anos de idade e; b) Verificar a influência da idade e do sexo no crescimento somático dessas crianças.

Métodos e resultados:
A amostra era constituída por 883 indivíduos (451 rapazes e 432 raparigas). Para a obtenção dos valores do peso foi utilizada uma balança de marca Secca. No que se refere à altura, foi avaliada entre o vértex e o plano de referência do solo utilizando uma fita métrica. O Índice de Massa Corporal (IMC), foi calculado com base nas medidas do peso e da altura. O quadro descritivo das variáveis contou com as medidas básicas de tendência central (média e o desvio padrão). Para estudar o efeito da idade e do sexo nas diferentes medidas somáticas e do crescimento somático utilizou-se a análise de variância a dois factores (ANOVA II). O nível de significância foi fixado em 0.05. Os principais resultados encontrados foram os seguintes: a) os valores da altura e do peso aumentam de forma progressiva em ambos os sexos; b) no que se refere aos valores do IMC, estes apresentam um padrão não linear.

Conclusões:
Os valores de altura apresentam comportamento normal em função da idade e do sexo. O mesmo não acontece com os valores de peso e IMC que, na idade compreendida entre os 9 e 12 anos, apresentam uma alternância entre raparigas e rapazes. No que concerne aos valores do teste de Anova constatamos que, relativamente a idade e o sexo, não existe influência estatisticamente significativa

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.