Crescimento Somático de Crianças e Jovens Provenientes de Cidades com Distintas Características Culturais do Estado do Rio Grande do Sul - Brasil

Por: , Carla Silveira, Eraldo dos Santos Pinheiro, Felipe Koltermann Martinetto e Rodrigo Rodrigues.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

A variação do ritmo de crescimento pode ser explicada pela influência de fatores
genéticos e ambientais. O alcance ou não do potencial máximo de crescimento
será definido na relação entre esses fatores. Quando os fatores ambientais
forem favoráveis, possivelmente o indivíduo alcançará este potencial. Assim, o
objetivo deste estudo é descrever o perfil do crescimento somático de crianças
e jovens de 7 a 17 anos de idade dos dois sexos provenientes de cidades com
diferentes características culturais (CC). A amostra foi composta por 4437
escolares, sendo 2280 do sexo feminino e 2157 do sexo masculino proveniente
das cidades de Pelotas e Rio Grande (CC portuguesa); Santa Rosa e Santa Cruz
do Sul (CC alemã); e Caxias do Sul (CC italiana). As variáveis estudadas foram
estatura (EST) e massa corporal (MC), as informações foram retiradas do banco
de dados PROESP-RS. Utilizou-se para análise descritiva (média e o desvio
padrão) o pacote SPSS 10.0 for Windows.A EST dos meninos alemães é maior
dos 7 aos 9 anos e dos 15 aos 17 anos. As meninas portuguesas apresentaram
desvantagem na EST em todas idades. Aos 14 anos as alemãs apresentaram
EST superior às italianas. Quando à MC, dos 7 aos 9 anos os italianos tem
desvantagem em relação aos demais, sendo que para as idades seguintes os
valores são semelhantes. Existe uma diferenciação entre as meninas aos 11
anos, onde as portuguesas apresentaram uma menor MC, em relação às italianas
e alemãs. Dessa forma, o crescimento somático dos meninos se desenvolveu
de forma linear e crescente dos 7 aos 17 anos sem tendência à estabilização das
duas variáveis. Já as meninas de todas as CC apresentaram tendência a
estabilização da EST aos 14 anos enquanto a MC tende a manter o crescimento.
Os resultados demonstraram uma pequena variação que não permitem definir
se os aspectos CC são intervinientes nos processos de crescimento.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/66_Anais_p303.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.