Criação e Validação de Um Teste Para Medir o Desempenho Motor do Nado Crawl

Por: Érico Felden Pereira, Jane Maria Carvalho Villis, Juliana Izabel Katzer e Sara Teresinha Corazza Kroth.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.8 - n.3 - 2006

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi criar e validar um teste para medir o desempenho do nado crawl, a fim de classificar os indivíduos em estágios de aprendizagem. Participaram da validação do teste, para estabelecimento do critério de fidedignidade, 23 adultos, (12 homens e 11 mulheres) com idade média de 24,7, participantes da Escolinha de Natação da Associação Desportiva da UFSM e para testar a objetividade foi realizada a aplicação por 3 avaliadores. Nas duas análises foi utilizado o coeficiente de correlação linear intra-classe. Para a descrição e visualização dos elementos do teste, o mesmo foi dividido em 6 itens: posição do corpo, movimentação das pernas, fase não propulsiva dos braços, fase propulsiva dos braços, respiração e sincronização de pernas, braços e respiração. Para determinação da validade do conteúdo o teste foi submetido a avaliação de 4 profissionais de Educação Física. Os resultados da análise estatística classificou em excelente a fidedignidade (0,90 a 0,95) e a objetividade (0,95 a 0,98), com exceção do item – fase propulsiva dos braços - na determinação da fidedignidade que foi considerado bom. A análise dos 4 profissionais em Educação Física comprovaram a validade do teste proposto. Desta forma o Teste do Desempenho do Nado Crawl está em condições de ser utilizado a fim de classificar sujeitos em níveis de aprendizagem, conforme Pellegrini (2000), apontando-o como iniciante se pontuar de 0 a 9, em intermediário se estiver entre 10 e 19 e como avançado se pontuar de 20 a 30.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/3912

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.