Crianças com Baixa Visão em Uma Brinquedoteca: Significando o Perceber na Ludicidade

Por: E. A. F. S. Masini e V. W. A. Moreira.

69º Reunião Anual da SBPC

Send to Kindle


Resumo

A brinquedoteca, um espaço permeado de estímulos, visa o brincar espontâneo e interacional. Sua implicação educacional é a ludicidade, que provoca reflexos nas necessidades afetivas da criança, perpassando pela formação identitária dela. Remetendo esta postura a crianças com baixa visão, vale salientar o perceber deste público na brinquedoteca, (re) significando o seu corpo em uma experiência perceptiva. Neste estudo, objetivamos perscrutar o perceber da criança com baixa visão em uma brinquedoteca e ainda, registrar e elencar o uso das vias sensoriais exploradas e as experiências perceptivas na brincadeira. Foram observadas crianças com baixa visão adquirida em oficinas de brincadeiras ofertadas em uma brinquedoteca escolar. Concluímos que o brincar em uma brinquedoteca promove o perceber de crianças com baixa visão, favorecendo o aprendizado à luz da fenomenologia da percepção, sob a premissa de que a ludicidade é um componente de desenvolvimento no contexto educacional.

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.