Crianças e Jovens e a Preparação do Craque

Por: Alex Roney Ribeiro de Oliveira, Antonio Carlos Simões, Carlos Eduardo Arissa Vargas, Conrado Pereira da Costa, e Rene Drezner.

Revista USP - n.99 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Os dirigentes do futebol brasileiro nunca se preocuparam com a formação dos treinadores das categorias de base. Para treinar crianças e adolescentes, a opção preferida era aproveitar ex-jogadores que precisavam continuar trabalhando para sobreviver. Entretanto, a grande experiência adquirida como profissional de futebol foi, e continua sendo, insuficiente para compreender o processo de crescimento e desenvolvimento nessa fase da vida. A frágil arquitetura que sustenta empresários ambiciosos, comissão técnica leiga e mal remunerada e garotos sonhadores, mas sem embasamento físico, técnico e emocional, nasce fadada ao insucesso. Estamos vinte anos atrasados em relação ao modelo europeu, em que a formação especializada de treinadores com competência para identificar e formar talentos é uma preocupação permanente das federações de futebol.

Endereço: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/76305

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.