Cultura Colaborativa e Gestão do Conhecimento em Esporte e Lazer

Por: e .

Motriz - v.19 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo

A partir do desenvolvimento e administração experiências de RIRC , um projeto realizado por LaboMídia / UFSC com o apoio da Rede CEDES / Ministério do Esporte , delineou o uso deste repositório digital como objeto de investigação do grau de dissertação de um mestre. Assim , organizamos este trabalho com base em discussões teóricas que envolvem a informação ea gestão do conhecimento nas áreas de esporte e lazer no Brasil, especialmente , com os princípios do movimento mundial que enfatiza a promoção do acesso aberto à informação científica e do conhecimento. Neste contexto, investigamos como o RIRC foi percebida pelos gestores e pesquisadores da Rede CEDES , durante o primeiro ano de operação do sistema. A delimitação do problema desta pesquisa, criou condições para observar e refletir sobre o compromisso social e político dos membros da Rede CEDES , para organizar e para que os resultados dessa ação acessível. Portanto, descrever, analisar e refletir sobre a percepção desta CEDES membros da rede em relação à RIRC , no âmbito da informação e gestão do conhecimento em esporte e lazer. Realizamos entrevistas com treze membros da Rede CEDES e usou algumas estatísticas do RIRC e da Rede CEDES como dados . Devido a esta estrutura , esta pesquisa é caracterizada como um estudo de caso qualitativo , esse entendimento nos guiou durante a coleta, análise, discussão e interpretação dos dados. Após a construção da estrutura teórica e metodológica , foram definidos quatro eixos de discussão : a) o contexto sócio-histórico do processo de construção da Rede CEDES ; b) O processo de desenvolvimento do RIRC ; c) O RIRC como política pública , e d ) O RIRC no contexto da cultura participativa. O diálogo entre esses eixos eo quadro teórico legitimar o propósito por trás da apresentação dos resultados da pesquisa, que inicialmente destacar o fato de que RIRC é percebida pelos membros CEDES como uma iniciativa importante no âmbito das políticas públicas de esporte e lazer no Brasil. No entanto, menos de 20% de todo o potencial do sistema foi utilizado pela Rede CEDES , durante o período que realizamos esta pesquisa. Isso indica que há profundas contradições entre os discursos guiadas pelas qualidades ideais de repositórios digitais e acesso aberto, em contraste com a prática efetiva que devem materializar esses discursos . Entre outras considerações , acreditamos que RIRC é configurado como uma ferramenta que demonstra a necessidade de mudar a cultura dos membros CEDES , no que diz respeito à produção e difusão da informação e do conhecimento, a fim de garantir que a proposta surgiu de forma adequada. Isso depende principalmente do ME a considerar, como prioridade , permitindo o livre acesso de todas as informações e conhecimentos de interesse público e integrar isso em políticas ministeriais no domínio do desporto. Com base na literatura científica e nos dados deste estudo , entendemos que o cumprimento de um mandato que garante a auto-arquivamento em RIRC pelos pesquisadores da Rede CEDES poderia ser um primeiro passo. No entanto, o RIRC é uma proposta isolada na estrutura do ME e não foi projetado para atender a todas as exigências deste ministério. Este fato suporta a nossa compreensão de que enquanto o RIRC é a única ação sólida no ministério, não podemos considerar a materialização de plano de gestão dos esportes em relação à informação e ao conhecimento, como política pública do ME .

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/5716

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.