Cultura e Esporte: o Possível Diálogo

Por: .

Revista da ALESDE - v.4 - n.2 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Este artigo analisa os diálogos entre esporte e cultura, fenômenos sociais, universais e complexos. Na concepção de Bauman (2012), para que a cultura possa ser compreendida torna-se indispensável análise de coexistência de três conceitos ambivalentes: hierárquico de cultura, evidencia oposição entre cultura ‘requintada’ e ‘grosseira’, tendo a educação como ponte entre elas; diferencial de cultura, que é produto e produtor das infinitas oposições entre os modos de vida; genérico de cultura, estruturado pela dicotomia mundo-humano e mundo-natural, ao mesmo tempo congregando e distinguindo o humano das demais. Refletir o esporte sob luz dos conceitos de Bauman (2012) e da “boa intenção” do diálogo entre culturas, explorado por Jullien (2009), ao ressaltar que as tentativas de diálogo parecem manifestação de universalismo e estão longe de acontecer e discutir as categorias de cultura universal, uniforme e comum, possibilitam a análise crítica e a compreensão menos pueril do esporte. Assim, infere-se sobre o nexo esporte e cultura: 1) Forma de padronização da cultura, como fator de universalização, melhorando saúde e educação; 2) Produto midiático, como cultura globalizada, práticas uniformes, que favorecem comercialização; 3) Linguagem corporal que beneficia o diálogo do comum entre as culturas, aproximando os homens para a convivência.

Endereço: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/alesde/article/view/38015

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.