Curso de Graduação em Jornalismo da Terra: Construindo Uma Outra Comunicação Pela Vivência de Uma Cidadania Insurgente

Por: Catarina Tereza Farias de Oliveira e Márcia Vidal Nunes.

Intercom - Revista Brasileira de Ciências da Comunicação - v.39 - n.3 - 2016

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste trabalho é avaliar a contribuição do curso de graduação em Jornalismo da Terra, da Universidade Federal do Ceará, à reflexão dos processos de comunicação internos e externos dos assentados e assentadas do MST e do MAB no Brasil. A metodologia utilizada foi a descrição de aspectos diversos do curso e a análise de conteúdo (BARDIN, 2011) dos 45 trabalhos de conclusão de graduação dos alunos. Estes trabalhos, abordando temáticas de natureza diversa, analisando experiências de comunicação nos assentamentos e na sociedade, ou realizando produtos de comunicação alternativos, demonstram a participação do curso na reflexão da  Comunicação entre os militantes do Movimento Sem Terra e com a sociedade em geral, ampliando o exercício de uma cidadania, que se classificaria como insurgente, na concepção de Holston (2013).

Endereço: http://portcom.intercom.org.br/revistas/index.php/revistaintercom/article/view/2556

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.