Custo-efetividade dos Exercícios Para Tratar a Osteoartrite de Quadril e Joelho : Revisão Sistemática

Por: Ligia Maxwell Pereira.

2014 03/10/2014

Send to Kindle


Resumo

A osteoartrite (OA) é uma doença das articulações caracterizada pela degeneração da cartilagem articular, hipertrofia da atividade dos osteoblastos ou uma resposta óssea reparativa chamada de osteófitos. A efetividade dos exercícios para o tratamento da OA é bem documentada na literatura, porém pouco se sabe sobre o custo-efetividade dessa intervenção. O objetivo desta revisão sistemática é determinar o custo-efetividade dos exercícios como tratamento de pacientes com OA das articulações do joelho e quadril. Para isso as seguintes bases de dados foram utilizadas entre os anos de 1950 e dezembro de 2013: EMBASE - Excerpta Medica Database, MEDLINE - Medlars Online via (OvidSP), Web of Science, Scopus, Cinahl, PubMed as supplied by publisher, Cochrane Economic Evaluations (Health Technology Assessment) e Google Scholar. Não houve restrições de linguagem. Foram incluídos ensaios clínicos aleatórios que reportaram dados de avalições econômicas que avaliaram a efetividade e o custo-efetividade, custo-utilidade ou custo-benefício dos exercícios para tratar pacientes com OA de quadril e joelho. As intervenções de interesse foram exercícios em solo ou em água comparada a outro tipo de exercício, grupo controle ou nenhuma intervenção. Os desfechos primários foram a função, dor e qualidade de vida. Dados de custo-utilidade, custo-efetividade, custo-minimização ou análise de custo benefício foram incluídos como medidas de incerteza. Os riscos de vieses dos estudos incluídos foram avaliados de acordo com os critérios do Cochrane Back Review Group e a qualidade baseada nos aspectos econômicos dos estudos de acordo com a Consensus on Health Economic Criteria (CHEC). Em caso de discordâncias um terceiro avaliador era consultado. Dez estudos foram incluídos nessa revisão. As intervenções variaram de exercícios (aeróbio, resistência, fortalecimento, cartilha de orientações e exercícios para melhorar a amplitude de movimento) em solo ou em água comparados a outro tipo de exercício ou grupo controle (cuidados usuais, massagem e participar de grupos educacionais) ou nenhuma intervenção (lista de espera). Cinco estudos avaliaram pacientes com OA de joelho, dois avaliaram pacientes com OA de quadril e três incluíram pacientes com OA de joelho e/ou quadril. Os estudos incluídos avaliaram o custo-efetividade em diferentes perspectivas e em diferentes países. Porém, de uma maneira geral, pode-se afirmar que a terapia com exercícios é custo-efetiva para tratar OA de quadril e joelho.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000195797

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.