Da Embriaguez Trágica e do Mundo Como Invenção na Crônica Flamengo Sessentão, de Nelson Rodrigues

Por: João Batista Santiago Sobrinho.

Aletria: Revista de Estudos de Literatura - v.22 - n.2 - 2012

Send to Kindle


Resumo

Este estudo aproxima o texto trágico de Nelson Rodrigues dopoeta-filósofo alemão Nietzsche, por intermédio da crônica“Flamengo sessentão”. Para tanto, constatamos duas formasde embriaguez no texto rodriguiano, as quais são legitimadorasdo universo trágico nietzschiano, a embriaguez da excitaçãosexual e a embriaguez da guerra.

Endereço: I: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.22.2.101-112

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.