Dança Criativa: a Qualidade da Experiência Subjetiva

Por: Catia Mary Volp e Edvânia Conceição Fernandes Silva Campeiz.

Motriz - v.10 - n.3 - 2004

Send to Kindle


Resumo

Este relato aborda a experiência em uma oficina de “dança criativa” oferecida no Encontro Laban em 2002. Objetivou-se facilitar o processo de ensino e aprendizagem em dança criativa através dos “elementos do fluxo”. O programa fundamentou-se nos seguintes temas: a “qualidade da experiência subjetiva” no ensino de dança; vivências lúdicas em dança criativa; reaprendizagem de padrões de movimento e seu significado subjetivo. A vivência foi composta por uma performance temática, inspirada pelo pensamento filosófico de Laban, partindo para o Preparo Corporal, Processo Criativo e Composição, apoiados em suas sugestões sobre “movimentos relacionados a pessoas e objetos”. Finalizou-se com o compartilhar das composições individuais em forma de apresentação integrativa. Palavras-chave: Dança, ensino, criatividade, expressão, fluxo.

Endereço: http://www.rc.unesp.br/ib/efisica/motriz/10n3/10ECS.pdf

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.