Dança e Corporeidade: a Expressão de Saberes na Trajetória de Vida de Professores/as

Por: Roberta Maria Zambon Maziero.

VIII Colóquio de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana

Send to Kindle


Resumo

Este estudo é parte de uma pesquisa de mestrado e trata da corporeidade de três professoras e um professor que possuem experiências com a dança em suas trajetórias de vida, objetivando desvelar saberes. Utiliza como referencial a filosofia existencialista de Merleau-Ponty, propondo um entrelaçamento dos conceitos de corporeidade, cultura, dança e formação profissional. Emprega uma abordagem qualitativa, elegendo a entrevista semiestruturada para a coleta de dados e na análise dialoga com os temas geradores de Freire. As descrições revelam a corporeidade como o próprio caminho existencial em meio a contextos históricos/ culturais e um processo reflexivo gerado na recordação de suas trajetórias que apontam saberes presentes no dançar, relacionados ao eu sinto, então compreendo; eu curo, eu amadureço, eu me liberto porque danço; eu percebo que estou contida; eu aceito e valorizo o que sou e me solidarizo. Mostrando-nos a dança como possibilidade de percepção de si, atrelada a uma intercorporeidade por meio de movimentos de transformação.

Endereço: http://motricidades.org/conference/index.php/cpqmh/8cpqmh/schedConf/presentations

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.