Dança e Lazer na Perspectiva de Idosas

Por: .

XXV ENAREL - Encontro Nacional de Recreação e Lazer

Send to Kindle


Resumo

A dança é uma atividade milenar, capaz de atender a diversos interesses que estão muito além da aquisição de habilidades performáticas e do virtuosismo. Como uma opção de atividade para a ocupação do tempo livre, de forma espontânea e desinteressada das obrigações, a dança representa uma arte do movimento, a qual, ao ser compreendida em um sentido mais amplo, incluindo seu valor social e cultural, pode ser inserida em um contexto igualmente importante como o fenômeno do lazer, foco desse estudo. Entretanto, devido às suas características altamente técnicas, não raro, pode haver certa resistência pelo público idoso em vivenciar a dança, prejudicando, in clusive, seu posicionamento como uma atividade do contexto do lazer, pelo fato de eles se julgarem aquém das exigências motoras para a prática. Essa interface entre lazer e dança é um evento importante a ser percebido por seus praticantes, especialmente quando se almeja uma prática de efeitos duradouros, caracterizados pela ampliação de conhecimentos e busca por experiências com vistas ao prazer e ao divertimento. Sendo assim, este es tudo teve como objetivo investigar a percepção de idosas sobre a prática de dança como uma atividade do contexto do lazer. O estudo qualitativo foi Sesc | Serviço Social do Comércio Anais do Encontro Nacional de Recreação e Lazer realizado a partir de uma pesquisa exploratória, tendo como instrumento um questionário composto por questões abertas sobre os significados da dança e a percepção dessa prática no contexto do lazer. A amostra intencional foi com posta por 13 idosas com faixa etária de 61 a 79 anos, participantes de um grupo de dança de Pirassununga, sendo que o tempo de prática variou de 1 a 12 anos. Os dados foram analisados descritivamente, por meio da Técnica de Análise de Conteúdo Temático e evidenciaram que a dança é percebida por todas as idosas como uma atividade inserida no contexto do lazer. Para esse grupo, a dança é uma atividade significativa em suas vidas, sendo, inclusive, o tempo livre e a diversão, justificativas para tal afirmação, conforme cinco delas. Para seis participantes, dançar se torna uma atividade do contexto do lazer por promover momentos propícios para o relacionamento interpessoal e, para duas idosas, por permitir a vivência do prazer e do bem-estar. Outros aspectos apontados que justificaram a compreensão da dança como atividade do âmbito do lazer na visão desse grupo de idosas foram: descontração, expressa por uma pessoa, harmonia, alegria e felicidade, por outras três. Também foram apontados termos como busca por saúde, dança como terapia e tudo na vida, por nove idosas. Conclui-se que dançar é uma prática percebida como significativa e prazerosa, sendo uma escolha de livre vontade que se pauta e apresenta sentidos no âmbito do lazer. Sugerem-se novos estudos aliando a prática de dança e envelheci mento, capazes de gerar aprofundamento de reflexões na temática em questão.
 

Ver Arquivo (PDF)

Tags: , ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.