Das Senhoras e Senhorinhas nos Grounds do Sport Bretão: a História da Mulher nos Campos de Futebol em Belo Horizonte/mg (1904-1920)

Por: Georgino Jorge de Souza Neto, Priscila Augusta Ferreira Campos e .

Licere - v.16 - n.3 - 2013

Send to Kindle


Resumo

A presença das mulheres nos campos de futebol sempre marcou a história deste esporte. Em Belo Horizonte, este fato se dá com nuances particulares, demarcando um território para estudo e prospecções que tencionamos trazer à tona neste artigo. No período compreendido entre os anos de 1904 a 1920, que sedia temporalmente os primeiros movimentos do esporte bretão na nova capital mineira, a mulher é figura constante nos entornos dos grounds. Até o ano de 1915, onde a prevalência da assistência supera atitudes de clubismo, a mulher incorpora a sua presença atrelada a uma necessidade de fidalguia e adereço décor, importantes para o enraizamento do esporte na cidade. Após 1915, no entanto, com o acirramento das rivalidades incentivadas em competições recorrentes, a atitude feminina extrapola o sentido decorativo e se aproxima de um notável pertencimento clubístico, adquirindo singulares hábitos de torcida/torcedora.

Endereço: http://www.anima.eefd.ufrj.br/licere/sumario.html?ed=37

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.