Das Técnicas Específicas e do Mundo Vivido: Implicações Sobre o Imitar e o Criar na Dança

Por: Aguinaldo Cesar Surdi e Danieli Alves Pereira Marques.

Pensar a Prática - v.17 - n.3 - 2014

Send to Kindle


Resumo

O estudo apresenta uma discussão referente à imitação e à criação de movimentos no contexto do ensino da dança. Trata-se de um ensaio teórico que fundamenta-se na fenomenologia de Merleau-Ponty (1991, 1999,1974), na teoria do “se-movimentar” humano de Kunz (2001) e na concepção de mímesis de Wulf (2005). O estudo aponta a necessidade de se construírem estratégias pedagógicas para que haja espaço para uma “imitação criativa”, uma aprendizagem que permita a busca de um estilo-próprio na execução/experimentação dos movimentos. Alem disso, indica possibilidades de se estabelecer um diálogo que valorize as experiências trazidas do mundo vivido de cada sujeito – seu “mundo de movimentos” – e as diversas formas de dançar.

Endereço: http://revistas.ufg.br/index.php/fef/article/view/26903

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.