De Fonte a Objeto: Esporte, História e Autobiografia

Por: Matthew Taylor.

Recorde: Revista de História do Esporte - v.6 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Este artigo reexamina o valor histórico de autobiografias esportivas ao considerá-las não apenas como fonte material, mas como um objeto merecedor de análise por si próprio. Ao localizar o tópico dentro de debates mais amplos sobre o tratamento dispensado por historiadores a textos autobiográficos, ele considera a emergência e o desenvolvimento do livro de memórias de esporte como uma forma popular de literatura autobiográfica. Focando em um estudo de caso do esporte britânico, ele identifica a emergência de um boom em autobiografias do esporte após a Segunda Guerra Mundial, e examina importantes questões de autoria, estrutura e conteúdo nos próprios textos. Uma breve análise dos textos selecionados também marcam os possíveis olhares que as autobiografias de esporte oferecem em relação a relações e tensões entre o atleta e o público, a esfera pública e a privada, e o eu e a sociedade.

Endereço: http://www.revistas.ufrj.br/index.php/Recorde/article/view/664

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.