Da mitologia aos ritos: gênesis da recreação aquática

Por: Concepción E. Tuero Del Prado.

Recorde: Revista de História do Esporte - v.6 - n.1 - 2013

Send to Kindle


Resumo

São diversas as matérias que tem contribuido ao análise dos conceitos de lazer e recreação desde a perspectiva da prática físico-esportiva. Atualmente, a recreção aquática, assim como as equipagens onde se efetuam, passaram a ser um ponto de referência no marco do ócio. Estas atividades e programas de recreio se desenvolvem ao redor de um espaço essencial que é a água, cujo simbolismo tem contribuido a gerar atração, além do mais, sensações e emoções diferentes, difíceis de serem conseguidas em outros ámbitos. Este simbolismo d’agua, vem de longe, de tempos antigos, e é por este motivo que a finalidade deste trabalho é explorar os antecedentes nos quais tem se nutrido a recreação aquática nas piscinas, estruturada em quatro dimensões. Cada uma destas dimensões está justificada desde propostas realizadas por autores especializados no ámbito do recreio e dos jogos n´agua.

Endereço: http://www.revistas.ufrj.br/index.php/Recorde/article/view/670

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.