Denunciar o Exercício Ilegal do Profissional de Educação Física: Não Deveria Ser Um Dever ético Para Não Se Tornar Um X9

Por: .

Caderno de Educação Física e Esporte - v.18 - n.1 - 2020

Send to Kindle


Resumo

o tema ética quase sempre leva a sociedade a dilemas que exigem profundas reflexões com respostas às mais diversas situações com as quais é confrontada. Objetivo: propôs-se refletir sobre os mandamentos do código de ética profissional em denunciar o exercício irregular/ilegal da profissão e a visão que a sociedade guarda para com quem é um denunciante. Métodos: buscou-se inicialmente discorrer sobre a ética, a moral e a legalidade positivada na legislação brasileira que consequentemente serve de base para a formação do Código de Ética Profissional. Conclusão: considerando que o exercício ilegal da profissão é uma contravenção penal de menor potencial ofensivo parece acabar valendo à pena exercer a profissão de forma ilegal até ser denunciado ou fiscalizado, pois não haverá maiores conseqüências que prestar serviço comunitário e pagar cestas básicas; havendo a possibilidade de que nada disso venha a se concretizar. Neste caso, infere-se que a contravenção penal ainda compensa ser praticada no Brasil no caso do exercício ilegal da profissão.

Endereço: http://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/23866

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.