Desafios no Processo de Inclusão da Dança em Aulas de Educação Física com Alunos Surdos: Relato de Uma Prática Pedagógica

Por: Adjane Maria Pontes César.

94 páginas. 2007 14/12/2007

Send to Kindle


Resumo

O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de serem descritos e analisados os desafios encontrados para a inclusão da Dança nas aulas de Educação Física em uma escola especial com alunos Surdos. Tal pesquisa se justifica por serem esses sujeitos considerados por algumas pessoas como impossibilitados de aprender dança, pelo fato de não escutarem. Excluídos, em sua maioria, por serem crianças e jovens que enfrentam graves problemas no processo de inclusão social e na aprendizagem escolar, carentes de oportunidades para revelarem seus potenciais, necessitam apenas de chances para ampliar seus saberes. Neste estudo, a metodologia utilizada para coleta de dados foi embasada em dois roteiros semi-estruturados: um para os alunos Surdos e outro para os educadores da Escola, aplicados em entrevistas gravadas com uma câmara filmadora e um aparelho mini cassete recorder RQ – L31; como também em resultados de testes de audiometria aplicados nos alunos Surdos sujeitos da pesquisa. Os dados coletados foram informatizados em um banco de dados, através da utilização da planilha eletrônica EXCEL, e convertidos para o pacote estatístico SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) que produziu as tabelas apresentadas. Os alunos tiveram, ao longo de seis meses, aulas-laboratório em que foram trabalhados os estilos de Dança Popular, Clássica e Moderna, transcritas, posteriormente, em um diário de campo. Os desafios mais freqüentemente encontrados foram: falta de sala adequada para a aprendizagem da Dança, roupas nem sempre ideais para o estilo, aparelho de som com potência baixa, limitação provocada pela surdez, pouca ou nenhuma experiência dos sujeitos investigados com a Dança, falta de intérprete para a comunicação nas aulas, pouco conhecimento da pesquisadora acerca da Língua Brasileira de Sinais, grande número de sujeitos nas aulas, troca das aulas de Dança por reunião pedagógica com os professores na escola e desconfiança dos educadores e dos responsáveis em relação à possibilidade desses sujeitos aprenderem a Dançar. No entanto, este trabalho traz a constatação de ser possível para alunos Surdos a aprendizagem da Dança, pois a surdez não os impossibilita de participar de tais práticas, sendo indicada, para melhores resultados, a criação de instrumentos que favoreçam a aprendizagem da consciência rítmica do Surdo através da Dança.

Endereço: http://www.ce.ufpb.br/ppge/index.php?option=com_content&task=view&id=185&Itemid=52

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.