Desempenho Cognitivo e Aptidão Física na Saúde de Idosas Brasileiras

Por: Amanda Alves da Silva, Angela Maria Sacramento, Henrique Salmazo da Silva e Isabelle Patriciá Freitas Soares Chariglione.

Revista Brasileira de Psicologia do Esporte - v.8 - n.2 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Este estudo investigou a associação entre desempenho cognitivo e capacidade cardiorrespiratória, força, massa corporal e composição corporal de idosas brasileiras. A amostra foi composta por 44 idosas brasileiras, 31 cognitivamente saudáveis e 13 com declínio cognitivo. No grupo cognitivamente saudável, a força de preensão dominante foi correlacionada com o desempenho da condição 3 de Stroop, ACE-R Total e em subdomínios de fluência verbal e linguagem. No grupo de declínio cognitivo, foram observadas correlações entre a força de preensão palmar não dominante e a condição 3 de Stroop e; Capacidade cardiorrespiratória do VO2 com a curva de aprendizado do RAVLT no ACE-R Total e subdomínios de atenção, linguagem e visuoespacial. Esses achados indicam que a relação entre medidas cognitivas e fisiológicas em idosas brasileiras também é moderada pela saúde cognitiva. No campo neuropsicológico, medidas físicas e cognitivas podem ser combinadas para um envelhecimento bem-sucedido.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBPE/article/view/9875

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.