Desempenho Funcional, Capacidade Física e Fatores Associados em Idosas com Dor Lombar Aguda: Dados do Estudo Multicêntrico Back Complaints In The Elders (bace-brasil)

Por: Diogo Carvalho Felício.

108 páginas. 2015 14/12/2015

Send to Kindle


Resumo

O envelhecimento populacional é um proeminente fenômeno mundial. A dor lombar (DL) é uma das comorbidades mais prevalentes na população idosa e dentre os resultados adversos destaca-se o declínio funcional. A versão atualizada da Classificação Internacional de Funcionalidade concebe a capacidade funcional como o resultado da combinação dinâmica entre condições de saúde e fatores contextuais. Conhecer as variáveis que interferem na funcionalidade de idosos pode possibilitar intervenções terapêuticas em fatores modificáveis e contribuir para a não recorrência ou cronicidade da dor. O objetivo dessa tese de doutorado foi verificar o desempenho funcional, capacidade física e os fatores associados em idosas com DL aguda. Trata-se de um subprojeto do estudo multicêntrico Back Complaints in the Elders (BACE), uma pesquisa epidemiológica observacional, constituída a partir de um consórcio internacional entre Brasil, Holanda e Austrália. A presente tese foi elaborada de acordo com as normas estabelecidas pelo Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação da Universidade Federal de Minas Gerais. Sua estrutura compreende a introdução que abrange a contextualização do tema, objetivos e a justificativa do estudo; a metodologia que descreve detalhadamente os métodos utilizados; a terceira parte contêm três artigos científicos, que são os produtos finais dessa tese. O primeiro artigo intitulado Força muscular de preensão palmar não é preditora de incapacidade de idosas com dor lombar aguda: estudo longitudinal multicêntrico Back Complaints in the Elders (BACE) - Brasil foi elaborado e formatado de acordo com as normas da Revista Brasileira de Fisioterapia, para a qual foi submetido. Os resultados indicaram que a força muscular de preensão palmar não pode ser generalizada como preditora de incapacidade de idosas com dor lombar aguda. O segundo artigo com o título: Anterior trunk mobility does not predict disability among elderly women with acute low back pain: Back Complaints in the Elders - Brazil Study Results foi submetido para o periódico Physical Therapy Journal. Os achados desse estudo sugeriram que a amplitude de movimento e a incapacidade são parâmetros clínicos independentes que não estão associados. O terceiro artigo: Kinesiophobia is not associated with disability among elderly women with acute low back pain: Back Complaints in the Elders - Brazil Study Results foi submetido para o periódico The Spine Journal. Observamos que a cinesiofobia não está associada com a incapacidade de idosas com dor lombar aguda. Por fim, são apresentadas as considerações finais, produção científica e os elementos pós textuais.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/BUBD-A9EMDF

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.