Desempenho Muscular de Indivíduos na Fase Inicial da Doença de Parkinson

Por: Lidiane Andrea Oliveira Lima.

87 páginas. 2008 07/10/2008

Send to Kindle


Resumo

A doença de parkinson (DP) é uma doença crônica neurodegenerativa com impacto importante na vida do paciente e na sociedade. Os sintomas motores característicos são: tremor de repouso, bradicinesia, rigidez e instabilidade postural que ocorre em fases mais tardias da doença. A progressão dos sintomas determina o nível de incapacidade motora no indivíduo com DP e é, também, associada à déficits periféricos como perda progressiva de massa muscular, diminuição da força muscular e da resistência e deterioração da aptidão física. Alterações da força muscular em fase avançada da DP é um achado comum e incapacitante para o indivíduo. Porém, mesmo na fase inicial, indivíduos com DP poderiam apresentar perda de força muscular. A literatura tem apontado déficits de torque e força muscular em diferentes estágios da DP com diferenças entre os membros mais e menos comprometidos pela sintomatologia parkinsoniana. Entretanto, os resultados são controversos em relação à presença dessa assimetria na fase inicial da doença. Tem sido sugerido que indivíduos com DP apresentam um déficit na ativação dos músculos extensores o que contribuíria para a postura clinicamente observada na fase avançada da DP. Alguns estudos sugeriram que tal déficit poderia estar presente desde a fase inicial da doença.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/MSMR-7W6NZB

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.