Desenvolvimento de Recursos Para o Desempenho Superior: Uma Análise Sobre os Fatores Determinantes Para o Aumento de Torcida em Um Clube de Futebol

Por: Rodolfo Ribeiro.

2017 27/01/2017

Send to Kindle


Resumo

Esse trabalho se propôs a preencher uma das lacunas teóricas apontadas na Visão Baseada em Recursos (RBV): a origem dos recursos que garantem desempenho superior para as empresas conforme proposta de pesquisa de Barney, Ketchen e Wright (2011) e Maritan e Peteraf (2011). A RBV é uma teoria que sustenta que o desempenho superior obtido por algumas organizações é resultado da posse e exploração de recursos valiosos e imperfeitamente móveis, isto é, difíceis de serem adquiridos ou copiados pelos concorrentes. Há inúmeros trabalhos que testam e validam a causalidade entre a posse ou quantidade de um recurso específico com o desempenho organizacional. Conforme proposta metodológica de Rouse e Daellenbach (1999), de que pesquisas em RBV devem selecionar empresas que compartilham os mesmos fatores de produção e disputam mercados semelhantes, foi selecionada uma indústria específica para análise de como um recurso chave nessa indústria é desenvolvido. A seleção do recurso para estudo se baseou na proposta de Newbert (2007) sobre o enquadramento desse recurso nos pressupostos da RBV. A indústria escolhida foi a do futebol profissional. O recurso escolhido para compreensão foi a torcida de um clube. A partir dessa escolha, fundamentada em dados e premissas, foram formulados os seguintes objetivos de pesquisa: levantar quais fatores são relevantes na escolha do indivíduo por um clube de futebol para torcer, verificar a importância desses fatores na decisão do indivíduo e verificar qual a predominância dos fatores sob controle da organização na escolha do indivíduo. O primeiro objetivo foi cumprido com uma pesquisa qualitativa, cujo método empregado foi a teoria fundamentada. A partir do modelo proposto na fase qualitativa, os demais objetivos foram cumpridos com a utilização de modelos de regressão logística e análise discriminante. Nesses modelos, a variável dependente era categórica (time escolhido para torcer) e as variáveis independentes foram composição familiar, lealdade familiar - medida de acordo com o constructo de Funk e James (2001), personalidade de marca dos clubes, desempenho esportivo dos clubes, qualidade dos jogadores e exposição dos clubes. Mostraram-se mais relevantes as variáveis relacionadas à família do indivíduo, sendo o desempenho esportivo também uma variável capaz de influenciar a escolha do indivíduo. Os resultados do trabalho atestam a existência de limites de competição ex ante e ex post por esse recurso, evidenciando que clubes com posição inferior desse recurso devem aumentar consideravelmente seu desempenho esportivo para acumular quantidades desse recurso, devido ao efeito de massa existente.

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-06042017-091316/pt-br.php

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.