Desenvolvimento Profissional de Treinadores de Tênis: Um Olhar Sobre as Situações e Contextos de Aprendizagem 

Por: .

150 páginas. 2018 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

A valorização atribuída pelos treinadores às diferentes situações e contextos de aprendizagem reflete as particularidades inerentes ao cenário onde ocorre a prática profissional, às especificidades da modalidade esportiva e sua cultura e da mentalidade e identidade profissional do grupo. Diante da necessidade de se conhecer, de forma contextualizada e sistematizada, como ocorre o processo de desenvolvimento profissional de treinadores, da crescente valorização e reconhecimento do papel desempenhado por esse profissional na prática esportiva, e escassa produtividade acadêmica relacionada à temática no cenário nacional, a presente tese de doutorado teve como objetivo principal de investigação descrever as situações e contextos de aprendizagem profissional de maior relevância para os treinadores de tênis, a partir de uma amostra de treinadores paranaenses. De forma mais específica, buscou-se identificar a existência de diferentes perfis, no que se refere à importância atribuída por eles para diferentes oportunidades de aprendizagem. Para tanto, foram realizados diversos levantamentos e sínteses, que resultaram em cinco estudos, apresentados aqui em formato de artigos. O Artigo I, elaborado como um ensaio, apresenta os primeiros insights sobre o cenário atual de formação de treinadores de tênis no país e as aprendizagem profissionais presentes tanto em contexto formal como em não formal. Os resultados evidenciaram a escassez de oportunidades específicas em contexto formal, a necessidade de se repensar as atividades de formação ofertadas em ambiente não formal e de aproximação entre as instituições que atuam diretamente com os treinadores, nomeadamente as universidades e confederação/federações. No segundo artigo foi apresentado o “estado da arte” das publicações sobre tênis no Brasil. A partir dos levantamentos realizados foi possível identificar a presença de apenas 102 artigos relacionados à modalidade, dos quais, apenas três abordavam de forma específica o treinador. No terceiro e quarto artigos foram apresentas as primeiras evidências de validade da Escala de Situações de Aprendizagem para Treinadores Esportivos (ESATE) e da Escala de Contextos de Aprendizagem para Treinadores Esportivos (ECATE). Por meio de procedimentos inerentes à Validação de Conteúdo, a escalas foram testadas quanto a Clareza de Linguagem (CL), Pertinência Prática (PP), e Dimensão Teórica (DT). Os resultados evidenciaram índices satisfatórios para ambos os instrumentos (ESATE- 25, CVCCL = 0,96; CVCPP = 0,96; KDT = 0,79; e ESATE-24, CVCCL = 0,97; CVCPP = 0,98; KDT = 0,83). As matrizes analíticas proposta e validadas por peritos, pelo viés do conteúdo, foram submetidas a Análise Fatorial Confirmatória, por meio do método de Análise de Equações Estruturais. Essa análise atestou que os modelos finais, contendo 18 itens para o constructo Situações de Aprendizagem (ESATE18) e 17 para o Contexto de Aprendizagem (ECATE-17), mostraram-se mais bem ajustados, com índices classificados como razoáveis ou bons. A exceção foram os índices GFI, que apresentaram valores inferiores, porém aceitáveis. As consistências internas apresentadas pelas escalas mostraram-se adequadas. O quinto e último artigo apresenta os resultados da aplicação da ESATE–18 e ECATE–17, em uma amostra representativa de treinadores que atuavam em clubes e academias filiados à Federação Paranaense de Tênis (104 profissionais de uma população estimada em 166). A avaliação global dos dados evidenciou elevada atribuição de importância para todas as oportunidades de aprendizagem. No entanto, diferenças estaticamente significativas foram encontradas, observando-se menor atribuição às situações internas e oportunidades ocorridas em contexto formal, quando comparadas às demais. Por meio da análise de Cluster foram identificados três perfis, no que se refere à valorização atribuída às oportunidades de aprendizagem. Os mesmos diferiram significativamente entre si para as dimensões analisadas, evidenciando-se uma tendência de menor atribuição de importância por parte de treinadores em idades mais avançadas e com maior tempo de experiência profissional. Como contribuições advindas dessa tese, destaca-se a adoção de estratégias metodológicas pouco habituais, lançando-se um novo “olhar” para pesquisas em desenvolvimento profissional de treinadores. A combinação de métodos quantitativos, o emprego de novos instrumentos e a utilização de procedimentos estatísticos que possibilitaram analisar, de forma conjunta, as situações e contextos de aprendizagem, tornam esse trabalho inédito não só para o tênis, como para o contexto nacional de investigação na área. Como implicações práticas, a expectativa é a de que os resultados encontrados possam contribuir para a aproximação das ações de formação às expectativas e necessidades de quem aprende, buscando converter essas ações em episódios significativos para os treinadores.

Endereço: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/188288

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.