Desenvolvimento de Um Instrumento Para Avaliar Barreiras Para a Prática de Atividade Física em Adolescentes

Por: Mariana Silva Santos.

Revista Brasileira Atividade Física & Saúde - v.14 - n.2 - 2009

Send to Kindle


Resumo

adolescentes. O conteúdo do instrumento foi obtido través da metodologia de grupos focais e as entrevistas niciais foram conduzidas com adolescentes (n=59) matriculados no ensino édio de diferentes regiões da cidade. O conteúdo das ntrevistas foi analisado através das frequências relativas e bsolutas dos relatos de acordo com a classifi cação pontada na literatura. Após verifi car a clareza o questionário foi submetido à estagem de validade (fatorial e construto) e fi dedignidade (consistência interna e reprodutibilidade). A comparação entre os escores médios de cada questão com os níveis de atividade física n=108). A fi dedignidade foi verifi cada através da onsistência interna, com Alfa de Cronbach, e do procedimento de teste-reteste om uma semana de intervalo (n=66). As 52 questões estacadas nos grupos focais resultaram em oito fatores (24 uestões). A variância total da escala foi de 68,39%, com fator um representando 25,65% e o fator dois 8,38%. Entre os fatores a eprodutibilidade (correlação intraclasse) variou entre ,58 e 0,87 e os valores de Alfa de Cronbach entre 0,75 e 0,53. Apenas três fatores apresentaram valores adequados de eprodutibilidade, consistência interna e correlação com os escores de tividade físicas e as questões destes fatores foram incluídas na versão fi nal do instrumento. O instrumento desenvolvido presentou validade e fi dedignidade adequadas para valiar barreiras para a prática de atividades físicas em adolescentes rasileiros.

Endereço: http://www.sbafs.org.br/_artigos/235.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.