Desenvolvimento e Validação de Modelos Matemáticos Para Estimativa do Vo2pico Através do Teste de Corrida/caminhada de 9 Minutos em Crianças e Adolescentes

Por: Ana Carolina Paludo.

2012 13/04/2012

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve como objetivo desenvolver e validar modelos matemáticos para predição da aptidão cardiorrespiratória (ACR) em crianças e adolescentes, por meio da utilização do teste de campo de corrida/caminhada de 9 minutos. Para tanto, foram avaliados 211 escolares, de sete a 12 anos de idade, de ambos os sexos, regularmente matriculados em duas escolas do Município de Londrina – PR, sendo 141 escolares separados para amostra de desenvolvimento e 70 para validação das equações desenvolvidas. Foram realizadas medidas de massa corporal, estatura, espessuras de dobras cutâneas (tricipital e subescapular), e posteriormente calculado o índice de massa corporal (IMC), além da avaliação maturação biológica. Como indicador da ACR os escolares realizaram o teste de campo corrida/caminha de 9 minutos. A análise direta do pico de consumo de oxigênio (VO2pico em mL/kg/min ) foi realizada em laboratório, com analisador de gás portátil, através um teste incremental em esteira rolante. O desenvolvimento das equações foi realizado através da análise de regressão linear pelo método stepwise e a validação foi realizada pelos testes matemáticos específicos levando em consideração uma significância de 5% para todas as análises. A equação geral para a amostra total foi VO2pico= 24,506+16,672 (maturação, 0=pré e 1=púbere e pós) – 0,346 (Σ DC) + 5,187 (sexo, 0=F e 1=M) + 0,009 (distância) que apresentou r=0,742 e EPE=9,149 mL/kg/min e sua validação apresentou r=0,570, CCI= 0,68, limites de concordância de -1,4 mL/kg/min, EPE=8,39 mL/kg/min e CV= 21,94%, e a equação que obteve melhor representação foi a desenvolvida para púberes e pós-púberes sendo VO2pico= 41,899 – 0,348 (Σ DC) + 7,144 (sexo, 0=F e 1=M) + 0,008 (distância) com um r=0,83 e EPE=5,39 mL/kg/min e a validação r=0,70, CCI=0,82, limites de concordância de -0,18 mL/kg/min, EPE= 5,57 mL/kg/min e CV= 12,18%. Conclui-se que a equação generalizada desenvolvida fornece uma estimativa válida do VO2pico em crianças e adolescentes de sete a 12 anos de idade. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000179250

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.