Desigualdade Educacional na Ocorrência de Obesidade Abdominal: Estudo Pró-saúde

Por: Eduardo Faerstein e Ronaldo Fernandes Santos Alves.

Revista de Saúde Pública - v.49 - n.1 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Estimar o grau de desigualdade educacional na ocorrência de obesidade abdominal em população de funcionários técnico-administrativos de universidade.Neste estudo seccional, utilizamos dados de 3.117 participantes de 24 a 65 anos de idade, de ambos os sexos, referentes à linha de base do Estudo Pró-Saúde, 1999-2001. Obesidade abdominal foi definida segundo pontos de corte para circunferência abdominal de 88 cm para mulheres e 102 cm para homens. Questionário multidimensional autopreenchível foi usado para avaliar escolaridade e variáveis demográficas. Na análise dos dados foram utilizados os índices angular e relativo de desigualdade e o teste de Qui-quadrado para tendência linear. Todas as análises foram estratificadas por gênero e os índices de desigualdade padronizados por idade.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0034-89102015000100254&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.