Desmistificando a Concepção Idealista de Dança.

Por: Georgette Alonso Hortale.

130 páginas. 1987 05/06/1987

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo investigar a relação existente entre a concepção de dança que possuem os profissionais que atuam em escolas de 1º e 2º graus e a realidade objetiva em que está inserido o processo educativo através da dança. A pesquisa foi classificada como descritiva do tipo "ex post facto" e o instrumento de medida utilizado para a coleta de dados foi uma escala de atitudes. O tratamento quantitativo dispensado aos dados utilizou médias e percentuais, enquanto a análise qualitativa foi realizada com o apoio da lógica dialética. Os resultados apontaram que 77.27% dos professores apresentaram a tendência político-pedagógica transitivo-liberal, enquanto que 13.64% a intransitivo-conservadora, e 9.09% a crítico-progressista. Ficou evidenciado também que em 90.91% dos professores predomina a concepção idealista de dança e em 9.09% predomina a concepção objetiva da dança. Foi aplicado o teste do qui-quadrado para medir a significância da diferença entre as freqüências esperadas e as freqüências obtidas relativas à concepção de dança dos professores. O qui-quadrado obtido foi superior ao da tabela, permitindo, portanto, afirmar que a diferença entre as freqüências foi significativa. Foram as seguintes as conclusões do estudo: 1 - A concepção de dança predominante entre os professores é de natureza idealista, subjacente a uma pedagogia reprodutora de modelos que privilegia o aperfeiçoamento da forma em detrimento do significado particular do conteúdo. 2 - A tendência político-pedagógica que predomina nos pressupostos teóricos do ensino da dança é a transitivo-liberal, que valoriza a espontaneidade e o individualismo, impedindo a organização de pessoas e grupos para compreender e modificar a realidade objetiva. 3 - A maioria dos professores não concebe a dança como um reflexo da realidade objetiva e, embora tenha consciência da divisão da sociedade em classes e de estar inserida no processo histórico, não admite a luta de classes como base dos valores estéticos da dança. 4 - O caráter ideológico dominante na concepção de dança dos professores, reflete valores burgueses que têm por finalidade dissimular a realidade social das classes em luta e manter a hegemonia cultural da classe economicamente dominante.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=670&listaDetalhes%5B%5D=670&processar=Processar

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.