Determinação da Carga de Treino nos Exercícios Supino e Rosca Bíceps em Mulheres Jovens

Por: Daniel Félix Eduardo Lusa Cadore, Marcelo Cardoso e Ronei Silveira Pinto.

Motriz - v.18 - n.1 - 2012

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar a força máxima dinâmica (1RM) nos exercícios supino e rosca  scott, e relacioná-la com a massa corporal total (MCT) e com a massa corporal magra (MCM), bem como 
avaliar o número máximo de repetições em diferentes percentuais de 1RM. Onze mulheres (24 ± 1,4 anos)  foram submetidas à avaliação da composição corporal, testes de 1RM e testes de repetições máximas em  50, 60, 70 e 80% de 1RM. No tratamento dos dados, foram utilizados a regressão linear múltipla, a ANOVA  para medidas repetidas e o teste t pareado. A MCM é a variável que melhor explica a variância de 1RM,  podendo ser utilizada para a determinação de um coeficiente para a estimativa da carga de treino. Houve  diferenças significativas entre os números de repetições em todos os percentuais e em ambos os 
exercícios [(supino (p=0,000) e rosca scott (p=0,000)], sendo esses números progressivamente menores  com o incremento da carga. 

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/3673/pdf_144

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.